Segunda-feira, 16 de Julho de 2007
Radares de Lisboa
Agora é a sério. Entraram hoje em funcionamento os 21 radares para o controlo de velocidade no concelho de Lisboa.

Após terem estado em teste e sido calibrados, começaram hoje a funcionar em pleno e já "caçaram" 900 automobilistas em excesso de velocidade. De acordo com dados avançados pela SIC, entre as 09h15 e as 13h15 de hoje, foram 900 os infractores detectados pelos radares alfacinhas.

A partir de hoje as multas aplicadas aos infractores podem ir de 60 a 2.500 euros, de acordo com o Código da Estrada. A Polícia Municipal é a responsável pela gestão deste sistema, totalmente computorizado.

Ou seja, só nas primeiras 4 horas a autarquia arrecadou, no mínimo, 54 000 €uros. Se extrapolarmos este valor para um ano, estaremos a falar perto de 4 milhões de euros.

Sem dúvida, uma boa prenda para o novo presidente de câmara que sempre pode usar o valor das multas para reduzir as dívidas da câmara....


tags:
publicado por Nick às 15:17
link do post | favorito
De Zé da Burra o Alentejano a 20 de Julho de 2007 às 16:02
Opinião Velocidade Permitida

Reparo com agrado que a velocidade prevista de 50 km por hora para a Radial da Buraca é afinal de 80 Km por hora. A velocidade de 50 era realmente muito ridícula e era inferior à de 70, permitida sobre o tabuleiro da Ponte 25 de Abril, ou à imediatamente a seguir, antes do Aqueduto das Água Livres, onde o limite é de 80, numa curva e contra curva. A velocidade aqui é exagerada e está bem provado pelos embates visíveis no separador central e nos protectores laterais. Apesar de tudo, julgo ainda que a Radial da Buraca não me parece mais perigosa que o IC19, pelo que não creio que fosse demais aceitar o limite de 100 km nesse local. O limite teria que ser e é reduzido para 50 no entroncamento com a 2.ª. circular.

Mas infelizmente as outras vias onde foram colocados os controlos de velocidade são também vias especiais, onde deveria ser permitida uma velocidade superior aos 50 km por hora, porque são autênticas vias rápidas urbanas, pois têm vias separadas e cruzamentos desnivelados. Uma coisa é circular-se na Av. Marechal Gomes da Costa, na extensão da Avenida EUA em Chelas ou na Avenida Infante Dom Henrique; outra é circular-se na Avenida Almirante Reis, na Rua da Escola Politécnica, na Travessa das Flores ou na Rua do Alecrim, por exemplo.... É claro que nas outras vias que indiquei e muitas mais poderia referir não seriam detectados tantos infractores, mas uma coisa garanto eu: os que fossem “apanhados” mereciam bem mais o castigo da multa!

Além disso, os limites poderiam ser variáveis (à semelhança do que acontece na Ponte Vasco da Gama): Já imaginaram o que é ter que circular a 50 Km por hora, de madrugada, num túnel com 1, 5Km? Qual foi o critério para a escolha das velocidades e dos locais a controlar?

Zé da Burra O Alentejano
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Setembro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
.posts recentes

. Semana Europeia da Mobili...

. Medidor de pressão dos pn...

. O futuro....

. Petição para alteração do...

. Nissan Motor vs Nissan Co...

. Citroën Urgência

. ICE e o INEM

. 29 maneiras de como poupa...

. Radares de Lisboa

. Salão Internacional do Au...

.arquivos

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

.visitantes
.fale comigo
blogs SAPO
.subscrever feeds